Produtos Adidas Originais

Outlet Adidas Localização e Telefone

Outlet Adidas Lapa
Rua Domingos Rodrigues, 630/640 – Lapa 05075-000 – São Paulo-SP Tel: (11) 3832-5232

Outlet Adidas Teodoro
Rua Teodoro Sampaio, 958 / 966– Pinheiros 05406-050 – São Paulo – SP Tel: (011) 3891-0798 / 0812

Outlet Adidas Vila Mariana
Rua Domingos de Morais, 193 – Vila Mariana 04009-000 – São Paulo – SP Tel: (011) 5083-5116 / 5119

Outlet Adidas Santo Amaro
Rua Dr. Antonio Bento, 297 04750-000 – Santo Amaro– SP Tel: (011) 5521-5657

Outlet Adidas São Bernardo do Campo
Rua Marechal Deodoro, 1990 09710-201 -Centro – SBC Tel : (011) 4338-9544

Outlet Adidas Shopping D
Lojas 2003/2008 Av Cruzeiro do Sul, 1100 03033-020 – São Paulo- SP Tel : (011) 3313-1349 / 3326-6340

Outlet Adidas Nova América
Av Pastor Martin Luther King Jr, 126 20765-000 – Rio de Janeiro -RJ Tel: (021) 3083.1977

Outlet Adidas Ibirapuera
Avenida Ibirapuera, 2335 – Moema 04029-200 – São Paulo – SP Tel: (11) 5051-0851

Outlet Adidas Shopping Itaquera
Estrada da Pedreira, Gleba 1 loja 250 – Itaquera 08210-230 – São Paulo – SP Tel: (11) 2043-7464

Outlet Adidas Alphaville
Alameda Araguaia, 561 – Alphaville 06455-000 – São Paulo – Barueri Tel: (11) 3313-1349

Outlet Adidas Premium
Estrada Municipal de Itupeva Iva 188, n° 999 – Lj 18 e 19 12395-000 – São Paulo – Itupeva Tel: (11) 4496-5427

Outlet Adidas

Atletas no lugar mais alto do pódio. Quebras de recordes. Limites superados. Vitórias e títulos. Dificilmente em alguma dessas situações esportivas as singelas “três listras” não estiveram presentes. Nenhuma marca simboliza mais a eficiência e competitividade alemã nos esportes que a adidas.

As origens da marca datam do início da década de 20 quando Adolph Dassler iniciou um pequeno negócio, na cidade alemã de Herzogenaurach, no coração da Francônia, ao norte de Nüremberg, produzindo malas militares e calçados esportivos como forma de sustentar sua família. A velha lavanderia de sua mãe foi logo convertida em uma modesta oficina de 18 metros quadrados. Mas o jovem fanático por esportes precisaria ser muito criativo para trabalhar nos difíceis anos do pós-guerra, sem dispor de máquinas, eletricidade ou materiais adequados. Inicialmente, o negócio era parecido com o de qualquer outro sapateiro, mas ele nunca desistiu de seu sonho e da paixão por desenvolver calçados esportivos duráveis para proteger os atletas de lesões. Todos os calçados eram de couro e feitos à mão.

Após um período difícil de inflação e desemprego, seu irmão, Rudolf, juntou-se ao negócio em 1924. Os irmãos fundaram no dia 1 de julho a “Gebrüder Dassler Schuhfabrik” (em alemão, Fábrica de Calçados Esportivos dos Irmãos Dassler), inicialmente empregando apenas 12 trabalhadores. Sendo um vendedor treinado, Rudolf era responsável principalmente por tarefas administrativas, enquanto Adolf concentrava-se no desenvolvimento e na produção. Em pouco tempo, trabalhando dia e noite em sua oficina ampliada, os irmãos e seus funcionários conseguiam produzir 50 calçados por dia. Em 1925, Dassler obteve suas primeiras patentes: uma para um calçado de corridas com cravos forjados a mão, e outra para uma chuteira de futebol com travas. Tudo motivado pela idéia que o guiou durante toda sua vida: a de que cada atleta tivesse o calçado adequado para o esporte que praticava. O sucesso dos modelos serviu de incentivo para Adi Dassler, que logo desenvolveu calçados esportivos específicos para outras modalidades. Em 1927 os irmãos alugam suas primeiras instalações e rapidamente a produção sobe para 100 calçados por dia.

Utilizando sua própria experiência e a ajuda de atletas e técnicos para desenvolver e projetar seus calçados, já em 1928 alguns esportistas alemães disputaram os Jogos Olímpicos de Amsterdã utilizando sapatos especiais da oficina dos irmãos Dassler. No ano seguinte, a empresa produz suas primeiras chuteiras de futebol, com solado de couro e travas combinadas com uma “barra de estabilização”. Nos Jogos Olímpicos de Los Angeles, em 1932, o alemão Arthur Jonath tornou-se o primeiro atleta a ganhar uma medalha usando calçados Dassler, tendo conquistado o bronze nos 100 metros rasos – o endosso que faltava para os irmãos empreendedores. Nesta década, a oficina produzia, com a ajuda de 100 funcionários, aproximadamente 30 modelos de calçados para 11 disciplinas esportivas diferentes, incluindo patins com quatro rodas.

Nas Olimpíadas de 1936, em Berlim, atletas usando calçados Dassler conquistaram nada menos que 40 medalhas de ouro, incluindo quatro do lendário atleta americano negro Jesse Owens. O ódio de Adolf Hitler foi tanto que, assim que a Segunda Guerra Mundial começou, mandou confiscar a fábrica dos irmãos. Com o país em escombros após o conflito, os irmãos retomam o controle de seus negócios. Durante este período, eles encontraram enormes dificuldades para manter o negócio em funcionamento. A matéria-prima era escassa e eles tiveram que recolher dos escombros da guerra lona de barracas, couro de luvas de baseball e borracha utilizadas pelos americanos para a fabricação de seus calçados. Foi neste momento que os irmãos, devido a divergências, especialmente políticas, resolvem seguir caminhos distintos. Rudi fundou a Puma. Adi criou a adidas (escrita com letras minúsculas mesmo) com apenas 47 funcionários. O nome deriva de “ADI”, apelido de Adolph, e “DAS” iniciais de seu sobrenome Dassler.

A busca por uma imagem que chamasse a atenção, para tornar seus calçados mais reconhecidos à distância, culminou com o famoso design das três listras, surgindo assim um dos logotipos mais famosos do mundo. A marca adidas foi registrada somente em 18 de agosto de 1949. Também neste ano, as três listras são registradas oficialmente como marca comercial da adidas. Adi então, concentra seus esforços na criação de novas chuteiras de futebol. O resultado: são fabricadas as primeiras chuteiras de futebol com travas de borracha moldada ajustáveis. Nos Jogos Olímpicos de Helsinque em 1952, a adidas foi a marca de calçados esportivos mais utilizada. Foi neste evento que surgiram os primeiros calçados de corrida com travas removíveis.

Outro acontecimento marcante para a adidas que ocorreu nesta olimpíada foi a conquista de três medalhas de ouro por Emil Zatopek nos 5.000m, 10.000m e maratona, utilizando calçados da marca. A conquista do Campeonato Mundial de Futebol de 1954 pela Alemanha selou definitivamente o sucesso da marca adidas: na legendária partida final contra a Hungria, conhecida como “a batalha de Berna”, os jogadores da seleção alemã calçavam leves chuteiras de cano baixo com travas de náilon parafusáveis especialmente desenvolvidas por Adi Dassler. Nesta época a empresa já produzia mais de 450.00 pares de calçados todos os anos. Foi nos Jogos Olímpicos de Melbourne em 1956 que Horst, filho de Adi, deu início ao marketing esportivo moderno. No evento, 75% dos atletas que conquistaram medalhas utilizavam calçados da marca adidas.

No final desta década, em 1959, o estabelecimento e a construção de uma fábrica na França foi a primeira tarefa atribuída a Horst, filho de Adi. Nos Jogos Olímpicos de Roma em 1960, Wilma Rudolph, apelidado de “Gazela Negra”, ganhou três medalhas de ouro no atletismo utilizando calçados com travas para curta distância. As três listras se popularizaram em 1962, quando foram aplicadas em calças e agasalhos fabricados pela empresa. Adi Dassler nunca se cansou, até morrer em 1978, de buscar o modelo perfeito da chuteira, do tênis e das bolas, o que se traduz em mais de 700 patentes e modelos registrados em todo o mundo.

No início dos anos 90, a marca resolveu investir na junção do esporte com o mundo da moda, lançando produtos antigos e clássicos com uma nova interpretação. Fundindo-se com o grupo francês Salomon, especializado em equipamentos para a prática de esqui na neve, em 1997, após uma fase de fracassos financeiros, a então Adidas-Salomon passou a congregar a maior variedade do mundo em artigos esportivos, que eram vendidos sob diferentes marcas, em um total de 600 modelos de calçados e 1.500 peças de confecção. A adidas também comprou as empresas Taylormade Golf e Maxfli, permitindo assim a concorrência com a Nike Golf. Em 2005, ano em que vendeu a marca Salomon, a empresa deu um grande passo para tentar recuperar o mercado mundial de equipamentos esportivos ao comprar a tradicional inglesa Reebok por US$ 3.5 bilhões.

No ano seguinte executou outra manobra ousada ao pagar cerca de US$ 400 milhões para ser patrocinadora oficial da liga de basquete americana (NBA). Em 2008, a empresa inaugurou uma gigantesca loja com 3.170 m² distribuídos por quatro andares, a maior da marca alemã, na cidade chinesa de Pequim, que servirá de modelo para futuras lojas nas principais capitais cosmopolitas do mundo. Em 2011, a marca inaugurou sua primeira Core Store em São Paulo, no shopping Pátio Higienópolis. O conceito pretende atingir tanto os consumidores de produtos esportivos, quanto os clientes comuns, que buscam apenas as coleções da marca. Com essa loja, a adidas passou a contar com 11 lojas em São Paulo, seis a mais que Nova Iorque e sete a mais que Londres.

Outras Grifes

Móveis e Decoração

Essenciali - Móveis e Decoração
Blog Bolsas e Bolsas